ÓPERA A PERSISTÊNCIA DOS SINTOMAS

ópera OCC - ESART

Atelier de Ópera da ESART
Orquestra Clássica do Centro
Maestro José Eduardo Gomes
Encenação Mário João Alves

31 de Maio / 18H / Coimbra
Pavilhão Centro de Portugal

3 de Junho / 17H / Castelo Branco
Cine – Teatro Avenida

Espectáculos SOLidários
com a Liga Portuguesa Contra o Cancro

As ópera de Haydn vão sendo, progressivamente redescobertas. O seu instinto teatral, o seu sentido de humor, a sua ironia fina e todo o seu génio que reconhecemos nas suas sinfonias e música de câmara, aparecem ainda de forma mais radiosa nas suas obras teatrais. A ópera cómica Lo Speziale é um exemplo flagrante. O modo como Haydn percorre as emoções, cria ambientes, mascara e desmascara vilões e amantes, terá sido grande inspiração para o génio teatral de Mozart, que lhe sucedeu.

O Atelier de Ópera da ESART seguindo o seu desígnio formativo propõe, a partir da obra de Haydn, uma narrativa que inclui também momentos de passagem por Mozart, Almada Negreiros e Goldoni (libretista de Lo Speziale). Com a Orquestra Clássica do Centro este trabalho criativo e performativo desenvolvido pelo Atelier de Ópera da ESART , desembocou neste A PERSISTÊNCIA DOS SINTOMAS. Com ele se procura proporcionar a alunos, músicos e público, um momento de descoberta do génio de Haydn e de alguns dos mais familiares segredos das nossas vidas comuns.

Uma Criação colectiva da classe de Atelier de Ópera da ESART em colaboração com Orquestra Clássica do Centro, direção de José Eduardo Gomes e encenação Mário João Alves
Coimbra, 31 de Maio no Pavilhão Centro de Portugal
Informações / Reservas de bilhetes : occ@orquestraclassicadocentro.org | Telm : 916 994 160 | Pavilhão Centro de Portugal

Castelo Branco no dia 3 de Junho no Cine – Teatro Avenida
Informações no Cine – Teatro