O papel (ativo) da mulher na sociedade

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro e a Orquestra Clássica do Centro vão assinalar o dia 8 de Março com uma tertúlia que reúne três mulheres com atividades muito distintas: uma investigadora, uma empresária e uma artista. Dois momentos musicais completam o programa.

 

O Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC.NRC) vai assinalar o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, com uma tertúlia no Pavilhão Centro de Portugal, a partir das 18h30. A entrada é livre.

A sessão começa com uma intervenção de contextualização da iniciativa por Natália Amaral, seguindo-se uma breve atuação pelo “Coro ao Centro”, constituído por doentes oncológicos, voluntários e elementos da direção do LPCC.NRC. A tertúlia que reúne Teresa Almeida Santos (investigadora), Isolina Mesquita, (empresária) e Marina Pacheco (soprano) tem por tema o papel (ativo) da mulher na sociedade, e será moderado por  Emília Martins, da Orquestra Clássica de Coimbra. A sessão encerra com a atuação do Coimbra Gospel Choir.

Esta iniciativa está integrada no plano de comemorações dos 50 anos do NRC, que, ao longo de de 2018, sob o mote “No Centro da Luta Contra o Cancro”, têm o objetivo de consciencializar «o que cada um de nós a título individual e todos em conjunto, podemos fazer para a diminuição do impacto das doenças oncológicas na nossa sociedade». Recorde-se que o Núcleo Regional do Centro tem uma atividade que abrange 78 concelhos dos distritos de Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Leiria e Viseu. As iniciativas de comemoração vão abranger todos esses concelhos.​

Toda  a informação em ligacontracancro.pt