Crescendo… Piano, piano

Dias 

22 Out | 10h30 – Centro Educativo de Miranda do Corvo 

29 Out !4h30  – Centro Cultural de Tábua 

O aparecimento de sucessivos serviços educativos nas organizações musicais e artísticas em geral (teatros, museus, …) atesta a importância dada atualmente à formação de públicos mais preparados.

Esta iniciativa  tem como um dos principais objetivos oferecer experiências musicais diferentes daquelas com que podemos conviver no dia-a-dia através das rádios ou televisões mais generalistas, além de proporcionar aos pequenos espectadores momentos de interatividade e o contacto com instrumentos e cantores.

Em “A Rolha da Garrafa do Rei d’Aonde?” são as canções russas a imperar.

No país de Tchaikovsky, Shostakovitch, Stravinsky ou Prokofiev, a escolha é vasta. É um espetáculo construído sobre a mímica e inspirado nos pequenos teatros de saltimbancos.

Grande Ivan – Mário João Alves

Maria Roliçova – Ângela Marques

Dmitri Lunatikov – David Wyn Lloyd

Ideia Original – Ângela Marques e Mário João Alves

Encenação – Ângela Marques e Mário João Alves

Desenho de Luz – Nuno Almeida

Direção de Cena – Ana Paula Sousa

Chegou a hora mais desejada do dia para a trupe de artistas itinerantes que acompanha o Grande Ivan, cantor de tão grande gabarito como a grandeza da própria mãe russa: a hora do almoço. A seu lado, Dmitri Lunatikov, um distraído violinista que saiu de um quadro de Chagall e não voltou a encontrar o caminho para a tela, e Maria Roliçova, gentil dançarina e comediante e cozinheira e carregadora e… faz tudo

Prontos para almoçar, há-de surgir-lhes uma oportunidade inesperada: público!

E é aí que, subitamente, uma rolha vai mudar para sempre a vida de Ivan. Ou não fosse aquela, a rolha da garrafa de um rei! De um rei? Mas de um rei d’aonde?

A Rússia inteira o ajudará a encontrar a solução, ao som de Prokofiev, Shostakovitch, Tchaikovsky e muitos outros génios da música com nomes ainda mais difíceis de pronunciar do que estes. A Rússia e… o público.

Ah, sem a ajuda do público, Ivan nunca mais será capaz de encontrar a garrafa.

Sim, claro: o público também entra!!!!

<