fbpx

“Metamorfose” Educar para a inclusão

“Metamorfose” Educar para a inclusão

No âmbito da parceria da Orquestra Clássica do Centro com os Tribunais da Relação do país, tendo o apoio do Município de Coimbra e da Dgartes, e na continuação do programa de colaboração (iniciado em 2020) com o “Projeto Nunca Esquecer – Programa nacional em torno da memória do Holocausto”, inaugurámos em maio a Exposição ” Esquecer Nunca”

Com mais uma destas iniciativas apresentamos um programa que pela imagem, pela voz e pela linguagem universal que é a música, não só lembra as vitimas do Holocausto, como também divulga o papel de quem marcou a História pelas melhores razões, como é o caso do português Aristides de Sousa Mendes.

Neste contexto têm sido promovidas iniciativas que têm como principal objetivo sensibilizar para a tolerância, a não-discriminação, e a importância de não esquecer o que não se deve, nem se pode repetir nunca.

No dia 11 de junho | 17h | Pavilhão Centro de Portugal 

“Metamorfose”

 Educar para a inclusão

Conferencista : Patrícia Brandão

Testemunho Pessoal e profissional de Rafaela Duarte 

Participação Musical dos utentes da AFSD ” Cavalo Azul”  

presentação  no âmbito da atividade semanal de Terapia pela Música, a qual pretende estimular, desenvolver e potenciar competências musicais nos Utentes de CAO e LRE.

Entrada gratuita sujeita aos lugares disponíveis

“Na II Guerra Mundial foram executadas cerca de 200 mil pessoas com deficiência. As pessoas com deficiência física e intelectual foram o primeiro grupo a ser alvo de assassinato sistemático pelos nazis, no programa conhecido como “Aktion T4”.

Uma sociedade em que aqueles que vemos como fortes marginalizam aqueles que vemos como fracos é uma sociedade que não tem respeito por si mesma – respeito pela diversidade biológica, social e económica, transmitindo uma mensagem de exclusão em vez de uma mensagem de inclusão. A forma como tratamos os cidadãos mais marginalizados diz-nos mais sobre a nossa sociedade do que o progresso económico. A nossa atitude cultural é a base que mantém a sociedade coesa. Quanto mais inclusiva for essa atitude, mais robusta será a nossa sociedade.

A escola, com o papel primordial de formação de cidadão conscientes e participantes, tem uma responsabilidade crucial na construção de uma sociedade inclusiva. Com os recursos humanos, físicos, materiais e organizacionais de que dispõe ou que deve procurar tem como missão promover a “metamorfose” de todos os seus alunos, sem exceção.

Será a nossa escola inclusiva? Como tratamos a diversidade de alunos? De que forma sensibilizamos para a tolerância, a não-discriminação e a importância de não esquecer mas também não repetir?

Cabe-nos lembrar, refletir e trabalhar para que a discriminação permaneça apenas na nossa memória e não na nossa sociedade.”Patrícia Brandão, especializada em Educação Especial e mestre em Ciências da Educação na especialidade de Educação Especial

 AFSD Cavalo Azul:

É uma Associação fundada por pais e familiares de pessoas com deficiência e amigos/a solidários/as preocupados/as com estas necessidades humanas. Foi constituída por escritura celebrada em 03/01/2006, vontade que nasceu de um grupo de pais de pessoas com deficiência em predominância para a deficiência mental e mais profunda. Deste grupo fundador, os/as filhos/as são já bastante adultos/as e com o envelhecimento dos pais, estes ansiavam por um equipamento social de confiança e de qualidade que apoie com alguma esperança, combatendo o medo e a angústia de um dia partirem.

O CAO da “Cavalo Azul” é uma resposta social que tem como principal objetivo promover e disponibilizar condições que contribuam para uma vida com qualidade através do desempenho de várias atividades.

The event is finished.

Data

Jul 11 2021
Expired!

Hora

17:00

Local

Pavilhão Centro de Portugal
Coimbra
Categorias

Organizador

Orquestra Clássica do Centro
QR Code
<